Somos todos Ekapol Chanthawong!

DIA VENCIDO

Este texto foi escrito para a Revista Flor de Lis e publicado na edição de Setembro de 2018 como Editorial. A intenção do texto passa, como se percebe, pelo paralelismo entre Ekapol e um dirigente escuteiro ou um candidato a dirigente. E a necessidade que têm de, perante uma adversidade, ter ginástica psicológica para a ultrapassar.
No entanto, acredito que o mesmo poderia ser dito e escrito em relação a qualquer educador. Como um professor. Fica um sermão, hoje Dia Mundial do Professor, para reflexão.

Ler mais Comentários (0)
Tags:

Ser escuteiro entre eles

DIA VENCIDO

[2397.]

20170731_np_marcelo_01

“Esta é uma homenagem do país e de todos os portugueses ao escutismo católico em Portugal”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visitou o campo do 23.º Acanac e falou à Flor de Lis no final de uma visita em que esteve em …

Ler mais Comentários (0)
Tags:

Boa caça… e juízinho!

DIA VENCIDO

[2394.]

20476110_1561368287214866_1401346441325840424_n

Aos Escuteiros da Mealhada e de Casal Comba que hoje iniciaram a sua participação no maior acampamento de escuteiros de todos os tempos, o 23.º ACANAC, em Idanha-a-Nova, desejo Boa Caça e que se divirtam muito. Juntar-me-ei a vocês daqui a algumas horas!

Ler mais Comentários (0)
Tags:

Servir

DIA VENCIDO

[2387.] ser.vir – sərˈvir verbo transitivo 1. trabalhar para (alguém, instituição), desempenhando determinadasfunções 2. prestar qualquer serviço a 3. estar às ordens de 4. ajudar; auxiliar 5. atender; aviar (cliente) 6. pôr na mesa (alimento, refeição) 7. ter (a roupa, o calçado) o tamanho adequado para 8. ter (um uso ou uma função); ter como função; …

Ler mais Comentários (0)
Tags:

[2376.] Começou

DIA VENCIDO

JRC_03

Já começou… descontraidamente… por três anos… mais 1000 e muitos dias…

#jrcoimbra2016 #seguirjrc #somostodosseguirjrc

 

Ler mais Comentários (0)
Tags:

[2363.] Santa Ana dos mealhadenses

DIA VENCIDO

DSC_0112

Excerto do opúsculo “300 anos da Capela de Santa Ana”, com o título

SANTA ANA DOS MEALHADENSES

Lançadas algumas pistas sobre eventuais razões que possam justificar a escolha de Santa Ana para orago da capela edificada em 1716, e, posteriormente para padroeira da Mealhada – e …

Ler mais Comentários (0)
Tags:

[2351.] O mesmo desígnio

DIA VENCIDO
Tags:

[2350.] Tomada de posse da Junta Regional de Coimbra

DIA VENCIDO

No dia em que faziam 519 anos desde a partida da frota de Vasco da Gama a partir de Lisboa rumo à Índia, “por mares nunca dantes navegados”, em 8 de julho, a presença do Bispo de Coimbra foi dada posse à nova Junta Regional de Coimbra do CNE. Uma equipa renovada que persiste com a …

Ler mais Comentários (0)
Tags:

[2331.] Vitória, vitória… acabou-se a história!

DIA VENCIDO

E viveram felizes para sempre!

Foram três anos de muito trabalho, muita dedicação, muito amor, muita entrega. Foram três anos de missão, de fé, de temperança, de alegria, de força. Que Deus nos ajude e “nos guarde em unidade… e nos volte a reunir!”

Foi um privilégio trabalhar com esta equipa (EQUIPA REGIONAL DO PROGRAMA EDUCATIVO). Uma missão feliz e muito boa. Nesta foto está a Marianella Santos, o Paulo Brioso, o Olegário Liceia, a Ana Pinto, a Andreia Almeida e o Marco Basílio. Não está a Ana Pereirinha nem a Elisabete ‘Beta’ Pedrosa, nem o Ovelha. Mas são parte desta equipa como qualquer outro. Obrigado!

B A C

E viveram felizes para sempre!

Foram três anos de muito trabalho, muita dedicação, muito amor, muita entrega. Foram três anos de missão, de fé, de temperança, de alegria, de força. Que Deus nos ajude e “nos guarde em unidade… e nos volte a reunir!”

Foi um privilégio trabalhar com esta equipa (EQUIPA REGIONAL DO PROGRAMA …

Ler mais Comentários (0)
Tags:

[2319.] Hoje, porém, festivo!

DIA VENCIDO
264430_582050731813298_1559654013_n

Aos 93 anos de vida, o CNE apresenta-se numa encruzilhada. Um momento próximo do que viveu durante os tempos em que o Estado Novo o reprimiu de forma veemente – porque interessava eliminar as alternativas ao seu projeto político de juventude –, apesar de ser uma repressão não declarada, porque nunca deixou de ser uma associação de leigos e um movimento da Igreja Católica.

As respostas e as opções que precisa, hoje, de assumir, não são de natureza política, nem ideológica. O CNE sente-se confortável – como movimento católico – numa Igreja que se está a transformar, e prepara-se, sempre e em cada momento – e com grande entusiasmo nesta fase – para assumir o seu papel de pedra viva.

Ler mais Comentários (0)
Tags: